Motivação Pensamentos Com Vida Própria Pessoal Vida em Geral

Resiliência

16 de janeiro de 2018.

São 20:50.

Inspiração.

Presente e mensagem do universo em consideração:

Estou em viagem de negócios à Porto Velho e algo assim passaria despercebido facilmente, diante de um regime hotel – taxi – clientes – taxi -hotel.

Mas não hoje. Não ultimamente.

A beleza do presente e dos detalhes da vida como esse estão me saltando aos olhos. Como que acordando de um sono profundo, de algum tempo para cá, tenho enxergado melhor.

Esse enxergar a vida diferente tem reforçado em mim a capacidade de me adaptar. Tem trazido resiliência à minha existência com uma força nunca percebida por mim antes.

Resiliência, uma palavra tão usada hoje em dia e que já confundi com persistência.

Eu olho para um pôr do sol através de uma janela de hotel as coisas ficam claras. A perspectiva é nítida, como que uma mensagem inserida ali, naquele momento, para dizer:

O caminho é esse, paciência“.

Essa não foi a única mensagem.

As mensagens estão e SEMPRE estiveram lá.

Eu só passei a escutar e ver o que não via antes.

É um abraço de um desconhecido no meio da rua ou da camareira do hotel desejando uma boa semana; é um sorriso de um taxista, uma conversa agradável com uma atendente de um café.

É o amor depositado numa tapioca feita no café da manhã, é o sorriso de uma pessoa que segura o elevador; é a porção extra de banana colocada no açaí, é saudade do meu amor tão distante fisicamente, mas tão presente aqui do meu lado.

É a realização em um trabalho com amor, é o preenchimento de dar o melhor de si… É um pôr de sol colorido e vibrante numa tarde chuvosa de janeiro.

Nossa vida é cheia dessas mensagens, mas parece que não estamos sintonizados na mesma frequência para escutá-las. Quando a sintonia acontece, muita coisa passa a fazer sentido e ser resiliente, como que em um passe de mágica, passa a fazer parte do nosso arsenal de ferramentas como um saudável efeito colateral.

Meu coração está mais calmo. A ansiedade praticamente não existe mais.

Eu não sei o que me reserva o dia de amanhã, mas ele comecará comigo fazendo a minha parte.

Eu não sei o que me reserva o dia de amanhã, mas a resiliência que eu encontro em mim me permitirá exercer talvez a maior qualidade que o ser humano possui: adaptar-se.

Não existe combinação mais poderosa do que a certeza do caminho, a certeza de dar o melhor de si e a gratidão.

Sincronicidade?

Talvez, o que há de mais belo nisso tudo.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.