COVID19 Pessoal Profissional Vida em Geral

COVID19: Diário de Quarentena, dia 15

Leia agora “O Guia Tardio”! (clicando aqui)
Assista ao canal no Youtube (clicando aqui)


 

Nos último dias, ouvi e li vários relatos de pessoas que não querem saber de absolutamente mais nada que envolva a pandemia de covid19, alegando tratar-se de muita negatividade e que isso não ajuda.

Posso propor uma reflexão?

Em muitos casos, a suposta “negatividade” já é uma reação do ser humano a muitas situações que simplesmente “são”. Fatos, a realidade calibrada como ela é não é boa nem ruim, ela simplesmente “é” e se isso traz uma reação negativa da nossa parte, a explicação já está aí: na nossa reação. A potencial “negatividade” ESTÁ EM NÓS, não na realidade em si.

Aqui, cabe outra reflexão: onde desenhar a linha que separa a fake news do grupo das mídias sociais dessa também suposta realidade?

Nós, como seres humanos, temos a resposta para isso há séculos: ciência.

Primeiro, é necessário mudar o conceito de ciência que muitos têm.

Ciência não é absoluta, pelo contrário – ciência é uma metodologia, um processo de aperfeiçoamento baseado em evidências e que faz um esforço enorme para fornecê-las sem os vieses cognitivos que são naturais dos seres humanos.

Se você acha que ciência tem a ver com verdades absolutas, é justamente o oposto. Nela, existem processos justamente para combater nossos vieses e questionar sempre.

Ao negá-la, abrimos espaço para entrada das crendices, suposições, superstições e fake news.

Portanto, a solução pode parecer complicada e desconfortável porque exige investigação da nossa parte (e é sempre mais “fácil” repassar uma mensagem de whatsapp do que ir atrás da sua veracidade).

Informar-se, procurar fontes, questionar a origem, investigar o que está acontecendo de fato através de pesquisa.

Existe uma diferença GIGANTE entre escolher ver vídeos de gente morta ou sofrendo no whatsapp e procurar informações sobre o que está acontecendo em veículos importantes de comunicação. Se você opta pelo primeiro caso para se manter informado, talvez a “negatividade” esteja em você.

Manter-se informado sobre o que está acontecendo dá o poder de tomar as melhores ações para você, seus familiares e amigos. Encaro isso não como acesso à negatividade, mas como oportunidade para agir adequadamente e trazer resultados positivos para quem amo.

Mas Romulo, os veículos de comunicação distorcem o que está acontecendo!

Sim, e é por isso que nós temos a capacidade de pensar e questionar. Ao invés de criar uma bolha cognitiva em torno de nós, usemos a nossa habilidade de entender, raciocinar e concluir para sermos protagonistas.